Novas Matérias:
recent


O que fazer quando o cachorro tem parada respiratória

Saiba como agir em casos de parada respiratória em em cães.

O que fazer quando o cão tem parada respiratória

Os pulmões são órgãos pares contidos na cavidade torácica, onde ocorrem as trocas gasosas (hematose), ou seja, ocorre à troca de gás carbônico por oxigênio, essencial para manutenção e vida do organismo animal. Durante uma parada respiratória, como o próprio nome já diz, os pulmões cessam a troca gasosa, não ocorrendo inspiração e nem expiração. A parada respiratória pode ocorrer de forma isolada ou acompanhada da parada cardíaca.

Tal problema pode ser recorrente em diferentes situações, incluindo em casos de choque elétrico, após afogamentos, atropelamentos, quedas e traumatismos graves, e em outras situações emergenciais. A parada respiratória pode ser observada quando não há movimentos de tórax, ou seja, ausência de compressão e expansão da caixa torácica.

Quando o animal entra em parada respiratória, independente de sua causa, o mesmo pode sofrer danos irreversíveis, em especial tratando-se do sistema nervoso, onde o cérebro ao permanecer por mais de dois minutos sem oxigenação pode perder células nervosas. Por este motivo, ao ser notada a parada respiratória, deve ser feita a reanimação pulmonar.

O que fazer em casos de parada respiratória?

Mantenha o animal deitado do lado direito, ou seja, mantenha o lado esquerdo para cima, pois caso seja necessário realizar uma massagem cardíaca, o animal estará na posição correta. Antes de iniciar a respiração artificial, avalie a garganta e certifique-se de que não há obstrução por sangue ou objetos, e caso a passagem de ar este obstruído por um objeto, não tente removê-lo. A conduta que deve ser seguida é realizar fortes pressões nas costelas com a finalidade de expulsar o objeto. Em caso de presença de líquidos, tente aspirá-lo com seringa.

O que fazer quando o cão tem parada respiratóriaPara a realização da respiração artificial, você deverá seguir os passos abaixo:
•Fechar a boca do animal e mantenha-a fechada;
•Cubra o focinho do animal com um lenço ou pedaço de pano para evitar o contato direto de sua boca com as narinas do mesmo;
•Eleve a cabeça do animal e encoste-a as narinas em sua boca, e sopre para dentro com força até sentir que o peito do animal se eleva (expande).
•Deite a cabeça do animal e em seguida, pressione as costelas de forma delicada a fim de expulsar o ar da cavidade torácica.
•Repita este procedimento de 8 a 10 vezes por minutos.
•Caso o animal não volte a respirar sem auxílio da reanimação respiratória, procure o médico veterinário o mais rápido possível, mas encaminhe-o sem interromper a respiração artificial.

Em casos de parada cardíaca e parada respiratória associadas, deve ser realizada ao mesmo tempo os dois tipos de reanimação (cardíaca e respiratória), constituindo em 5 ou 6 pressões sobre o coração seguidas de uma respiração artificial.

Vídeo de como fazer respiração artificial

Para facilitar o entendimento da teoria, segue logo abaixo um vídeo explicativo de como deve ser realizada a respiração artificial e também a massagem cardíaca:


Tags: O que fazer quando o cachorro tem parada respiratória, Parada respiratória cachorro, Parada respiratória cachorro sintomas, O que pode causar parada respiratória em cães, Causas de parada respiratória em cães, Reanimação respiratória em cachorro.




   Autor

Matéria desenvolvida pelo Médico Veterinário Maikon Celestino (CRMV-SP 36.797), formado pela Faculdade Sudoeste Paulista - FSP em 2015, que além de atuar na Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais, cria conteúdo virtual sobre o mundo PET.

SnapChat celestinomaikon
Facebook /maikonveterinario
Instagram /maikon.celestino
Twitter /maikoncelestino




Comnetários




Tecnologia do Blogger.