Novas Matérias:
recent


Picada de escorpião em gatos

Saiba como agir e que medidas tomar nos casos de picada de escorpião em gatos.


Gato e escorpião


Gatos são animais extremamentes curiosos, principalmente para algo que brilha ou se mova, não é? E escorpiões aparecem de forma silenciosa, quando a gente menos espera e podem dar o ar da graça em garagens, jardins, quintais e até mesmo dentro de casa. Há muitos perigos ao redor de sua casa que pode colocar em risco não apenas a vida de seu animal de estimação, mas também de sua família. Pessoas que vivem em casas de zona rural como sítios e chácaras, por exemplo, possuem maiores chances de se deparar com animais peçonhentos incluindo o escorpião.

Entre os amimais peçonhentos, o escorpião representa grande parte dos acidentes devido a alta incidência e pela gravidade. No Brasil, os escorpiões mais encontrados são o Marrom e o Amarelo, onde este último possui veneno mais tóxico. Acidente com o escorpião Amarelo resulta em salivação excessiva, dor abdominal, diarreia, náuseas, arritmias cardíacas, espasmos musculares, convulsões, alterações da pressão arterial, choque e coma. Contudo, a vermelhidão e inchaço do local da picada é o primeiro indicativo de que seu gato foi picado por um escorpião.

A gravidade do quadro é dependente do tamanho do animal, ou seja, a picada de um escorpião inocula a mesma quantidade de veneno na vítima, e quanto menor for o gato, mais intenso será o efeito da toxina. E ainda, a sensibilidade do animal a toxina é muito importante, pois há raças mais sensíveis que outras, o que pode ocasionar até choque anafilático em questões de minutos.

O choque anafilático conhecido também como anafilaxia ou apenas como choque, é uma reação alergia de hipersensibilidade imediata e grave que acomete todo o organismo, e como sintomas o animal pode apresentar falta de ar, tremores e vômitos, e se não tratado a tempo pode ser fatal.

O que fazer?

Como em outros acidentes com animais peçonhentos, a medida inicial é lavar o local da picada com
Gato e veterinário
água corrente e sabão, e se possível, aplicar antisséptico tópico. Em seguida, o animal deve ser encaminhado a uma clínica, consultório ou hospital veterinário para a administração de soro antiescorpiônico intravenoso e tratar os possíveis efeitos presentes ocasionados pela toxina. Há casos em que o gato deverá ficar internado e ter acompanhamento médico a fim de evitar o desenvolvimento do quadro para edema pulmonar agudo, por exemplo.

Evite administrar medicamentos por conta própria em seu animal, gatos já são naturalmente sensíveis a diferentes substâncias, e a administração de determinados fármacos e em dose errada por colocar ainda mais em risco a vida de seu animal de estimação. Ao notar que seu gato foi picado por um escorpião, não hesite em procurar uma ajuda médica, pois os felinos por serem predadores dificilmente demonstram dor ou que estão doentes, e quando isso acontece é porque a situação é crítica.

O conteúdo não substitui uma consulta a um veterinário

Tags: Picada de escorpião em gatos, Picada de escorpião em animais, Picada escorpião tratamento, Picada escorpião primeiros socorros, Picada escorpião marrom, Picada escorpião sintomas.




   Autor

Matéria desenvolvida pelo Médico Veterinário Maikon Celestino (CRMV-SP 36.797), formado pela Faculdade Sudoeste Paulista - FSP em 2015, que além de atuar na Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais, cria conteúdo virtual sobre o mundo PET.

SnapChat celestinomaikon
Facebook /maikonveterinario
Instagram /maikon.celestino
Twitter /maikoncelestino




Comnetários




Tecnologia do Blogger.