Novas Matérias:
recent


Pesquisa animal e suas facetas na sociedade

Qual a sua opinião sobre a pesquisa científica em animais? Quais são as facetas desta crueldade animal na sociedade?


Pesquisa científica em ratos

A relação entre os cientistas e os integrantes da sociedade não são das melhores, principalmente quando neste meio se faz presente a igreja. Contudo, para com as pesquisas científicas em animais, a situação é um pouco diferente e pode ou não também sair do controle. As diferenças de cultura e a falta de conhecimento sobre o assunto podem levar a confrontos geralmente sem importância e de baixa relevância.
Com o passar dos anos, os animais de estimação, sobretudo, cães e gatos, estão cada vez mais inseridos nas famílias, sendo considerado por muitos filhos, auxiliando no tratamento de determinadas enfermidades ou até mesmo suprindo a ausência de um ente querido.

Desta forma, quando se fala em pesquisas científicas em animais, logo vem à mente da sociedade os maus tratos, incluindo animais trancafiados, com corpo todo mutilado devido à aplicação de medicamentos tópicos ou cosméticos, desenvolvimento de neoplasias devido à ingestão de determinadas substâncias e muito mais. No entanto, determinadas pesquisas não são tão invasivas e agressivas quanto parecem, e proporcionam uma grande evolução e auxílio na busca de tratamentos e até mesmo cura a doenças que futuramente poderão ser de grande valia para seu filho (a), seu pai ou mãe, um ente querido ou até mesmo você.

Experimentos em macaco
Macaco em experimento laboratorial
Porém, a situação muda de lado quando se trata do seu animal de estimação, do seu melhor amigo, daquele cão que está presente em sua vida há anos. Que te traz alegrias, que te conforta, que enfim, que gerou sentimentos sinceros e que é dependente de você. Então, para obter uma resposta e opinião sobre tal questão complexa é preciso levar em consideração diferentes fatores que posteriormente deverão ser colocados em uma balança, como, por exemplo: benefício próprio ou da sociedade animal ou humana? Seu animal de estimação sofrerá?

Ainda, sobre este assunto que pode ser considerado polêmico, a própria sociedade se divide em no mínimo três grupos: o primeiro que defende os animais e que acredita ser injusto qualquer tipo de experiência; o segundo que defende os direitos dos cientistas em realizar pesquisas em qualquer espécie animal visando à espécie Homo Sapiens; e o terceiro que se mantém entre ambos os grupos desde que um ente querido ou alguém próximo possa ser beneficiado por tais pesquisas.

Torna-se necessário ratificar que este tema que pode ser no mínimo aceito de forma compreensiva pela sociedade quando, seus animais de estimação por quem possuem fortes laços, fossem disponibilizados a pesquisas que não ofereçam nenhum tipo de risco, dor, estresse ou qualquer outro malefício que possa comprometer a sua saúde. Ou também que promova a melhora do quadro clínico do animal, quando esta pode ser a única chance de sobrevida em diferentes enfermidades agressivas e que atualmente não disponham da cura. Caso contrário, quem chegar a uma residência e disse que o seu animal logo será encaminhado para um centro de pesquisas, de forma obrigatória ou não, certamente uma nova manifestação ou revolução acontecerá, algo que tem ganhado grande destaque nas mídias em diferentes formas.

Pesquisa científica em primata
Primata em testes científicos
Ainda, um ponto a que devemos levar em consideração para ajudar ou minimizar a culpa pelo uso dos animais de estimação em pesquisas científicas, o que pode ser dito sobre uma vaca leiteira que tem sua vida confinada e em ciclo de reprodução continuo ano a ano, e quando não produz o suficiente para gerar lucros é descartada? O que dizer sobre os bezerros que são separados de sua progenitora nos primeiros dias de vida para promover alta produção? O que dizer sobre os suínos que durante a fase da amamentação são trancafiados em um cubículo de pequenos centímetros para não se moverem e assim evitar a morte de seus filhotes e/ou reduzir o gasto calórico para melhor engorda?

A sociedade vê aquilo que ela deseja ver e da forma que ela entende, por este motivo, a mesma por falta de conhecimento ou manipulação de más fontes de informação, se torna ignorante ou hipócrita sobre fatos importantes que devem ser realmente discutidos com seriedade, e assim deixar de dar tanta atenção para o último capítulo de novela do horário nobre.

Tags: Pesquisa animal e suas facetas na sociedade, Pequisa animal, Pesquisa em animais, Pesquisa científica em animais.




   Autor

Matéria desenvolvida pelo Médico Veterinário Maikon Celestino (CRMV-SP 36.797), formado pela Faculdade Sudoeste Paulista - FSP em 2015, que além de atuar na Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais, cria conteúdo virtual sobre o mundo PET.

SnapChat celestinomaikon
Facebook /maikonveterinario
Instagram /maikon.celestino
Twitter /maikoncelestino




Comnetários




Tecnologia do Blogger.