Novas Matérias:
recent


Implantação de pastagens


Saiba mais sobre a implantação de pastagens e, seus métodos e processos!


Os mais importantes fatores relacionados com a implantação de pastagens são o tipo de solo e manejo adequado que aliadas garantem uma pastagem de qualidade ao proprietário do haras. E outro ponto não menos importante é o preparo do pasto, em especial a limpeza através da remoção de pedras, de tocos, de cupinzeiros, de formigueiros e de ervas daninhas. As terras destinadas para o pastoreio devem possui alta fertilidade, entretanto, para aumentar a qualidade da pastagem é preciso avaliar o solo para certificar-se de que há ou não a necessidade de corrigir a deficiência de minerais e acidez. Ainda, a escolha do tipo de implemento agrícola para com o solo em questão e a operação desejada devem ser avaliadas.

Com a implantação da pastagem é necessário garantir a sua conservação para melhor desenvolvimento e sua perenidade, pois é através da mesma que as necessidades nutricionais básicas dos animais serão supridas. E para cada tipo de pasto ou pastagem é um roteiro a ser seguido, o qual consiste da seguinte sequência:

∙Análise de solo
∙Interpretação conforme a exigência da espécie
∙Programação da compra de corretivos e fertilizantes
∙Correção do solo
∙Arborização
∙Plantio/recuperação
∙Adubação
∙Construção e/ou manutenção de cercas
∙Manejo de Formação
∙Manejo da pastagem
∙Manejo animal


Método de preparo e Manejo de pastagens

O preparo do solo para a implantação de pastagens deve ser realizado levando em consideração determinadas características, como textura e estrutura, topografia e estrutura do solo. E para com a preparação os objetivos se diferenciam para a implantação por mudas ou sementes. Na implantação por mudas a terra é trabalhada através de gradeações, arações e subsolagens que pulverizam o solo com o objetivo de oxigená-lo para aumentar a sua capacidade de armazenar a umidade e de quebrar a compactação superficial.

O plantio das mudas é recomendado em dias nublados e chuvosos, isto é, com o solo úmido. Entretanto, dispondo de um ótimo sistema de irrigação, o número de dias para o plantio pode ser incrementado. Em relação ao espaçamento de plantio, este é um fator que deve ser verificado de acordo com as variedades das forrageiras, e é recomendado que as mudas sejam arrancadas com o torrão de terra e apenas a quantidade necessária para a plantação no dia, para evitar a desidratação das plantas. O desfiamento das touceiras é realizado pelo próprio plantador durante o plantio, e a muda deve ser inserida no interior do sulco em 2/3 de seu tamanho, e posteriormente fechado com terra e compactado de maneira leve. E como tratamento cultural é indicado a capina de limpeza e de aplicação de herbicidas.

Para o plantio de sementes a preparação é mais apurado, pois as sementes necessitam de uma boa cama de semeadura, ou seja, além da preparação convencional é preciso realizar a pulverização da terra superficial para evitar torrões e consequentemente, uma falsa germinação. Desta forma, é de extrema importância adquirir sementes de boa qualidade e procedência com avaliação de germinação e pureza, e também fazer o uso de uma simples prática de germinação antes do plantio. O método de semeadura utilizado é o fator determinante da economia de semente, a boa população das plantas e sua disposição no terreno.

O grande objetivo da semeadura é distribuir de forma homogênea as sementes no solo, garantindo condições favoráveis para germinação, e a utilização de máquina semeadeira auxilia e muito neste aspecto, pois coloca a sementes em linha e junta-as com adubo. O manejo da pastagem é o ponto de maior destaque para o sucesso do pasto, sendo que uma vez implantado, inicia-se o processo mais complexo, isto é, a sua conservação. Por este motivo, a realização de determinadas práticas de manutenção para o desenvolvimento da pastagem e que haja condições de perenidade são importantes.

O principal vilão da pastagem são as ervas daninhas que disputam por nutrientes, águas e luz, as quais ainda dispõem de sementes férteis e quando não realizado o tratamento, como consequência há o grande aumento de plantas indesejáveis. O manejo indicado para estes casos é a remoção constante do mato seja por meio de capinas de limpeza ou herbicidas. A adubação da pastagem deve ser realizada de acordo com o resultado da análise da terra que devem ser feita anualmente para verificação das deficiências nutritivas do solo. Então, a partir desta analise é estabelecido um programa de recuperação do solo com a finalidade de aumentar e equilibrar o valor nutricional para melhor desenvolvimento tanto qualitativo quanto quantitativo das forrageiras.

Ouro ponto importante é o tipo de corte das pastagens que devem ser realizados durante certos períodos do ano para a eliminação da matéria morte, colmos e folhas velhas. Estes cortes podem ser utilizados como feno para camas e tem como finalidade estimular a rebrota e valor nutritivo do pasto. Já a subsolagem tem com intuito quebrar a compactação do solo causada pela ação do sol, pisoteio de animais e água que formam uma camada superficial resistente que não permite a penetração de água, levando a dificuldade no desenvolvimento radicular e baixo crescimento das raízes. Desta forma, a subsolagem favorecerá o arejamento, a permeabilidade e, movimento e armazenamento de água, e o desenvolvimento radicular.

E em relação ao manejo dos animais, a presença dos mesmos no pasto promovem consequências não agradáveis ao pastoreio, como pisoteio, o que exige um plano de manejo com a finalidade de preservar a forrageira.


Tags: Implantação de pastagens; Implantação e manejo de pastagens; Curso de implantação de pastagens; Manejo de pastagens; Manejo de animais; Implantação de pastagens de forrageiras.




   Autor

Matéria desenvolvida pelo Médico Veterinário Maikon Celestino (CRMV-SP 36.797), formado pela Faculdade Sudoeste Paulista - FSP em 2015, que além de atuar na Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais, cria conteúdo virtual sobre o mundo PET.

SnapChat celestinomaikon
Facebook /maikonveterinario
Instagram /maikon.celestino
Twitter /maikoncelestino




Comnetários




Tecnologia do Blogger.