Novas Matérias:
recent


Choque elétrico em animais


Saiba como proceder em casos de choque elétrico em animais, e salve a vida de seu amigo!


Casos de choque elétrico em animais, apesar de não muito comum, pode acontecer com qualquer animal doméstico ou silvestre, e se você souber como proceder nestes casos, à chance de sobrevivência do animal acometido é gigantesca. Grande parte dos animais domésticos que sofrem com choques elétricos são os quais gostam de roer fios elétricos, sobretudo, os filhotes. Esta é a forma mais comum de cães e gatos serem atingidos por descargas elétricas, e dependendo da intensidade da corrente elétrica e do tempo em que o animal de estimação permanece em contato a ele, as consequências podem variar desde a um simples susto a queimaduras severas e comprometimento sério como parada cardiorrespiratória.


O que fazer quando um animal leva choque elétrico?

Os animais que sofreram com choque elétrico e apresentou severas queimaduras na região da boca, geralmente se recusam a comer ou beber. Desta forma, devem ser submetidos a fluidoterapia (soro via endovenosa) diariamente para evitar a desidratação, e todo animal que sofreu com um episódio de choque elétrico deve ser observado por aproximadamente três horas devido a possível dificuldade respiratória. Em determinados casos, há a ocorrência de edema pulmonar, onde é necessário encaminhar o animal o quando antes a um médico veterinário.

Caso o animal levou choque elétrico e não permanece conectado a corrente de energia, é necessário que você verifique a boca e língua do mesmo, buscando por feridas e sinais de queimadura. Normalmente, a região da boca pode estar acinzentada ou escurecida, sendo que se há feridas na região externa, procure aplicar uma pomada antibiótica. Se houver lesão tanto internamente quanto externamente da boca, o animal dificilmente irá se alimentar, assim procure oferece alimentos frios e líquidos, como por exemplo, caldo de carne para cães e gatos.

Entretanto, se o animal levou o choque elétrico e permanece conectado ao fio elétrico, não toque nele, pois caso contrário você também sofrerá com a descarga elétrica. Desta forma, desconecte a tomada ou desligue a chave de força principal. Veja se o animal está consciente, sendo que se não estiver, procure fazer rapidamente a respiração artificial e caso o coração esteja parado, inicie imediatamente a massagem cardíaca juntamente da respiração artificial. Assim, apenas quando notar a volta dos sinais vitais, avalie a extensão das lesões causadas pela descarga elétrica.

Caso o animal entre em choque, isto é, sofra com a redução da temperatura e aumento da frequência cardíaca, procure manter o animal deitado de lado, aqueça o animal e posicione a cabeça e região do tronco mais baixos que a parte traseira do corpo para garantir que o sangue chegue ao coração e cérebro. Posteriormente, encaminhe o animal para o médico veterinário o mais rápido possível.


Como evitar choque elétrico em animais

Para que você evite acidentes elétricos em seus animais de estimação é indicado deixar diversos brinquedos, petiscos e objetos escondidos em determinados locais da casa para que o animal tenha certa atividade, fazendo isso tais itens chamarão mais atenção do que os fios elétricos. Ainda, quando os animais permanecerem sozinhos em casa por longas horas, procure deixar os fios de aparelhos elétricos desconectados da tomada e/ou fora do alcança de seu animal de estimação.

Tags: Choque elétrico em animais; Choque elétrico em animais domésticos; Choque elétrico em animais de estimação; O que fazer quando um animal leva choque elétrico; Descarga elétrica em animais.




   Autor

Matéria desenvolvida pelo Médico Veterinário Maikon Celestino (CRMV-SP 36.797), formado pela Faculdade Sudoeste Paulista - FSP em 2015, que além de atuar na Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais, cria conteúdo virtual sobre o mundo PET.

SnapChat celestinomaikon
Facebook /maikonveterinario
Instagram /maikon.celestino
Twitter /maikoncelestino




Comnetários




Tecnologia do Blogger.